Existem diversas opções de crédito no mercado para quem quer adquirir um bem de grande valor, como um veículo ou um imóvel. Nessa hora, porém, é comum que muitos fiquem em dúvida sobre escolher consórcio ou financiamento.

Apesar de muito populares, algumas pessoas ainda não sabem exatamente como cada um funciona. Por isso, vamos mostrar neste post as principais características de cada negócio para te ajudar a escolher a melhor opção para você. Acompanhe!

Entenda o que é consórcio

O consórcio funciona como uma reunião de pessoas que possuem interesse em um mesmo bem. As parcelas pagas pelos participantes do grupo são utilizadas para a aquisição desses bens à vista, evitando o juros de um parcelamento. Para decidir quem será contemplado a cada mês, é realizado um sorteio.

Na prática, quem organiza e gerencia esses grupos de pessoas são as administradoras de consórcio. Portanto, apesar de não haver incidência de juros sobre o valor do bem desejado, essas instituições costumam aplicar algumas taxas relativas ao serviço, como taxa de administração, de adesão, seguro e fundo reserva.

Mensalmente, acontecem as assembleias de consórcio, momento em que são feitos os sorteios e as ofertas de lance. Os maiores lances ofertados são contemplados, assim como os participantes sorteados, e o valor é abatido do restante a ser pago.

A burocracia reduzida e os valores mais acessíveis têm impulsionado a popularização do consórcio nos últimos anos, tornando-o uma ótima opção para quem busca fazer um compra programada sem desperdiçar dinheiro com altas taxas de juros.

Entenda o que é financiamento

Diferentemente do consórcio, o financiamento já permite o acesso ao bem desejado assim que se fecha o negócio. Nessa modalidade de crédito, uma instituição financeira atua como intermediária na compra do bem, e o contratante a paga mensalmente, com a adição de juros previstos em contrato.

Como as taxas de juros de um financiamento costumam ser muito mais altas do que as taxas de um consórcio, esse negócio só é recomendado para quem realmente não tem tempo de esperar. Nesses casos, é recomendável fazer uma boa pesquisa entre diversas instituições, já que os juros podem variar bastante.

A análise de crédito feita sobre os interessados em um financiamento também é mais rigorosa, de modo que perfis considerados de risco podem ter a solicitação negada para esse tipo de crédito.

Saiba como escolher consórcio ou financiamento

Sabemos que essa escolha é pessoal, depende das condições e necessidades de cada um. Contudo, as características de cada negócio nos permitem identificar o melhor negócio para cada perfil.

Tanto o valor total quanto o valor das as parcelas são bem maiores em um financiamento, que tem como principal vantagem a possibilidade de se conquistar o bem desejado o quanto antes. Mas, se você pensa em médio ou longo prazo e procura pelas menores taxas de juros, o consórcio é a opção ideal!

E aí, ficou mais fácil decidir se opta por consórcio ou financiamento para sua próxima compra? Que tal receber mais dicas como essas em primeira mão? Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado com as maiores novidades sobre o mercado imobiliário!