Muito se fala em educação financeira pessoal, mas nem todo mundo procura entender mais sobre o assunto para controlar melhor suas finanças. Essa compreensão é essencial para começar a conter gastos e aumentar as chances de realizar grandes sonhos pessoais ou ter maior estabilidade no futuro.

Você já havia parado para pensar sobre isso? Aproveite o post de hoje para refletir sobre o tema e começar a colocar em prática algumas dicas!

Afinal, o que é educação financeira pessoal?

Há pessoas bem-sucedidas que não sabem administrar suas rendas e acabam na pior. Ao mesmo tempo, existem aquelas que ainda não alcançaram tanto sucesso, mas já conseguiram comprar um imóvel, um carro ou fazer a viagem dos sonhos.

Qual a diferença básica entre elas? Provavelmente está na educação financeira pessoal. Isso quer dizer que algumas têm consciência do quanto ganham e sabem como gastar, economizar, poupar e investir.

Muitas pessoas levam a vida sem prestar tanta atenção nisso e, em algum momento, podem se ver em situações delicadas. Adquirir dívidas e não ter uma aposentadoria tranquila são algumas das consequências mais comuns.

Como é possível aprender mais sobre educação financeira?

Para você compreender educação financeira não é necessário ser especialista ou graduado em Economia. É claro que questões mais complexas podem exigir um conhecimento mais profundo, mas para controlar suas finanças no dia a dia não é preciso muito.

Embora (infelizmente) a educação financeira não seja ensinada na escola, é possível entender um pouco mais sobre o assunto lendo livros, blogs, sites ou assistindo vídeos online. A internet tem facilitado o acesso a muitos temas que antes não tínhamos tanta proximidade, não é mesmo?

Conversar com pessoas que entendem de finanças também é uma boa dica para tirar dúvidas e perceber que não se trata de um bicho de sete cabeças.

O que fazer para colocar a educação financeira em prática?

Depois de conhecer um pouco mais sobre o assunto, chega o momento de colocar em prática certas medidas para melhorar o seu planejamento e controle financeiro. Confira a seguir algumas das mais importantes.

  1. Escolha um modo de fazer a sua gestão financeira

Pode ser que você prefira fazer uma planilha no computador, baixar um aplicativo, anotar tudo no celular ou escrever em um simples caderno. O que importa é acompanhar de perto as suas receitas e despesas a cada mês — ou seja, saber aonde seu dinheiro está indo.

  1. Compare preços

Se ainda não tem esse costume, comece logo a adotá-lo: pesquise preços sempre que precisar comprar algo. Usar a internet é um meio prático e econômico de fazer isso, porém não se esqueça de considerar detalhes como preço do frete, cupons de descontos, valor à vista etc.

  1. Mude seus hábitos

Comprar por impulsão é um dos piores hábitos que podemos manter, sobretudo quando queremos melhorar nossa educação financeira. Quantas coisas compramos e depois deixamos de lado? Comece a pensar antes de efetuar qualquer compra.

  1. Estabeleça metas

Focar nos seus objetivos é uma ótima maneira de ficar mais motivado para economizar. Quando temos metas estabelecidas, fica mais fácil seguir o planejamento para poder alcançá-las. Seja realista e considere seus desejos, como trocar o carro, fazer uma viagem ou guardar X reais até o fim do ano.

  1. Esteja preparado para imprevistos

Um problema com o carro, um dente quebrado ou qualquer situação semelhante que necessite de uma providência — é natural que gastos imprevistos surjam a qualquer momento, portanto, fique preparado e tenha sempre uma reserva.

  1. Viva de acordo com o seu padrão de vida

Não adianta querer determinado carro ou frequentar restaurantes caros se você não tem condições para tal. O ideal é analisar suas finanças para permitir-se apenas àquilo que condiz com o seu padrão de vida — lembre-se que juros compostos são como uma bola de neve!

  1. Pesquise sobre investimentos

Para garantir a realização das suas metas e estabilidade no futuro, contar com um bom investimento pode fazer toda a diferença. Busque saber sobre alternativas de como investir seu dinheiro extra e obter bons lucros.

E então, conseguiu entender o que é educação financeira pessoal? Para continuar aprendendo, não deixe de ler também 5 mitos e verdades surpreendentes sobre o assunto!