Quem poderia imaginar que um pedaço de plástico teria uma função tão importante em nossas vidas? Esse sistema de pagamento surgiu em 1950 e foi concebido pelo empresário Frank MacNamara para institucionalizar uma das práticas mais corriqueiras da sociedade, o famoso “fiado”, acredita?

Apesar de a invenção ter facilitado as nossas vidas, nos permitindo comprar nossos objetos de desejo e realizar sonhos, o cartão de crédito pode virar uma dor de cabeça se não soubermos como utilizá-la.  Afinal, um pequeno deslize pode atrapalhar todo o controle das contas. O brasileiro que o diga!

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) fez uma pesquisa em 2018 sobre os hábitos de consumo do povo com o cartão de crédito e constatou que: um em cada cinco usuários utiliza a ferramenta como complemento do salário. O que faz, obviamente, com que a grande maioria tenha apuros na hora de pagar o extrato no fim do mês.

Para te ajudar a ter um maior controle das suas compras preparamos 4 dicas. Com elas você saberá como usar o cartão de crédito, não passar apuros e possa aproveitar todas as vantagens que o famoso “dinheiro de plástico” oferece!

Como usar o cartão de crédito com planejamento

Nós já falamos algumas vezes aqui no blog sobre como é importante se planejar e prever os principais gastos do mês para ter uma vida financeira saudável. Com o cartão de crédito essa prática não é diferente.

Seja consciente e defina os gastos que você vai usar nesse tipo de cartão. É importante determinar quando entra cada tipo de ferramenta. Por exemplo, priorize pagar as despesas corriqueiras e supérfluas com dinheiro ou no débito, pois, ao ver o dinheiro saindo do bolso, você refletirá mais sobre a necessidade da compra.

É importante ter limites

Como dissemos acima, o brasileiro tem o costume de usar o cartão de crédito como complemento do salário. Desse jeito, já sabemos  que a conta do mês não fecha!

Então, estipule um limite para o seu cartão que esteja de acordo com o seu rendimento. O ideal é que ele seja, no máximo, 50% da sua receita líquida, ou seja, daquilo que você ganhar após todos os descontos.

Acompanhe as suas despesas

A facilidade de passar o cartão de crédito, mesmo não tendo dinheiro na conta, pode nos fazer gastar descontroladamente. É muito importante que você acompanhe todos os seus gastos, seja registrando em ferramentas financeiras, ou conferindo no fim do mês pelo serviço digital da sua instituição.

Pague toda a sua fatura

Pagar somente o mínimo da  fatura pode ser mais cômodo na hora de quitar o extrato, mas é possível que a prática torne sua dívida impagável no futuro! A melhor opção de como usar cartão de crédito é pagando o valor total. Já que essa é uma das modalidades mais caras de financiamento. Lembre-se que no próximo mês você pagará o valor que sobrou dessa fatura, além dos juros e os novos gastos do cartão.

Por fim, é  importante entender todos os aspectos do seu cartão, desde as taxas, coberturas, datas de pagamentos e facilidades. Além do mais, é preciso ter responsabilidade na hora que for gastar, entenda quais as melhores formas de pagamento, dentro da sua realidade, e tenha a certeza de que está agindo da maneira correta com relação ao seu cartão.