Como estará a economia no futuro? Como ficará a  aposentadoria? Comprar um imóvel era relativamente simples anos atrás. Na geração atual, se tornou um privilégio de poucos, diante dos altíssimos custos do mercado imobiliário. E nos próximos anos, como será?

A resposta, para todos esses dilemas, pode começar a ser dada ainda neste momento, em uma decisão inteligente e de longo prazo: o investimento em uma previdência complementar. Para se aposentar, empreender, estudar ou fazer o que quiser! No Sicoob Previ, você encontra o planejamento ideal para fazer o seu dinheiro crescer e ver os seus sonhos saindo do papel.

A previdência privada é uma aplicação financeira em que é possível escolher o valor que será aplicado por mês, por quanto tempo, de acordo com o prazo e a forma de resgate. . Essas aplicações são complementares à previdência oferecida pelo governo brasileiro, têm rendimento e variam conforme o plano escolhido.

E ainda tem mais! Em sintonia com o espírito cooperativista, a Fundação Sicoob Previ não objetiva lucro e, por isso, oferece melhores taxas e retornos dos investimentos a seus participantes. Agora, uma pergunta importante a ser feita  na hora de adotar uma previdência é: tributação progressiva e regressiva? Entenda a diferença entre as duas:

Tributação – Regime Progressivo

No momento do recebimento do seu benefício, será considerada a tabela padrão do imposto de renda, disponível no site da Receita Federal do Brasil (RFB). Aqui, a alíquota tem variação conforme o quanto a pessoa recebe de aposentadoria privada. Quanto maior a parcela, maior a taxa. Quanto menor a parcela, menor a taxa, podendo inclusive, chegar à isenção. Assim acontecerá com o seu benefício. O valor a ser pago é que determina a alíquota a ser aplicada.


Tributação – Regime Regressivo


Nesse caso, como o próprio nome sugere, as alíquotas do imposto de renda diminuem ao longo do tempo, como mostra a tabela abaixo:
O prazo em que as contribuições foram feitas ao plano e nele ficarem aplicadas é que determinará a alíquota a ser aplicada. Quanto maior o tempo que a contribuição permanece, menor a alíquota de imposto de renda e menor será a tributação.

No Regime Regressivo, o valor do imposto de renda retido na fonte é definitivo, ou seja, não será passível de restituição ou complementação na Declaração de Ajuste Anual. Se o benefício a ser pago for benefício não programado (ou seja, aqueles decorrentes de morte ou invalidez), incidirá imposto de renda à alíquota:

Se o benefício a ser recebido for mensal, o prazo de acumulação das prestações seguintes continua a ser contado, importando na redução progressiva da alíquota aplicável, limitado a 10%.

Simule aqui o seu futuro aqui. Assim, você conquistará uma aposentadoria tranquila e segura, fazendo parte dessa história de sucesso.