“Segurança”, por vezes, significa ter condição para atender às adversidades que, querendo ou não, a vida reserva para cada um. Por essa razão o seguro de vida recebe o nome de “seguro”.

O seguro de vida que você contrata é uma indenização a ser paga à pessoa que você indicar, quando da ocorrência de sua morte. Dessa forma, até mesmo a sua partida se consolida como um suporte para o ente querido. Entenda melhor os benefícios dessa escolha abaixo.

Seguro de vida traz tranquilidade para o segurado

Quem possui uma família e considera a possibilidade de sua ausência em razão de morte ou de invalidez pode evitar o estresse da preocupação.Ninguém está completamente protegido dos  perigos da vida, dessa forma o seguro de vida traz para o segurado uma certa tranquilidade quanto à condição dos seus entes queridos em causa de acidentes.

Apesar dos gastos extras para pagar um seguro ele deve ser encarado como uma garantia, pois possibilita uma estabilidade financeira ao ente querido em caso de sua morte.

Seguro de vida é planejamento financeiro familiar

Existem muitos mitos e noções erradas sobre um investimento em seguro de vida. O valor do seguro de vida é definido pela cobertura que mais se encaixa com a sua renda mensal, ainda se paga mensalmente uma taxa para segurada.

Então na prática o valor entregue para o seguro de vida dificilmente irá impactar seu cotidiano, como podemos ver aqui.

Seguro de vida também é segurança financeira

Embora para muitos um seguro de vida transpareça um gasto, ele deve ser encarado como um investimento. O seguro de vida não precisa ser acionado somente em caso de morte, ele pode ser usado em casos do provedor se tornar uma pessoa inválida, adoecer gravemente ou até mesmo de estar impedido de realizar suas atividades profissionais.

Assim, essa medida pode reduzir ou eliminar significativamente o impacto sobre a situação financeira de pessoas que, talvez, dependam economicamente de você.

Mas como funciona um seguro de vida?

De modo geral, o preço pago para contratar um seguro de vida varia em função de:

  • o valor da indenização que se pretende seja paga;
  • a cobertura desejada;
  • a idade do segurado;
  • o risco que o segurado representa.

Isso porque o seguro de vida leva em consideração todas as variáveis de seu perfil. Baseada em probabilidades e estatísticas, a seguradora calcula seus riscos de vida e o valor ideal para sua apólice. Entretanto antes de assinar o contrato, é importante considerar as condições estabelecidas no contrato, avaliar as coberturas mais adequadas às suas necessidades e claro, comparar preços com as condições compartíveis com as suas.

Cada perfil possui um seguro de vida diferente

Além dos seguros comuns, acessíveis a quase qualquer pessoa, existem outros mais específicos. Assim, já são disponíveis, dentre outros:

  • seguro de vida para mulheres: oferecem indenização em vida para casos de câncer de mama ou de colo do útero;
  • seguro de vida para profissionais liberais: oferecem diferentes coberturas em razão da atividade;
  • coberturas ajustadas a cada caso: disponibilizam coberturas combinadas em função das necessidades do segurado.

A indenização do seguro de vida não faz parte do inventário

O valor referente à indenização do seguro de vida pertence exclusivamente ao beneficiário apontado na apólice. E assim deve ser, em conformidade com a legislação brasileira que entende que a referida indenização não pertence ao cliente da seguradora, mas exclusivamente ao beneficiário. Portanto, não há que ser dividido.

Agora que você viu como nos preocupamos com você, fique por dentro de nossas dicas! E descubra muitas outras maneiras de melhorar a sua qualidade de vida.