Ah o planejamento financeiro… a tão falada planilha de controle de gastos e os diversos métodos de acompanhamento das finanças. Tratamos constantemente sobre esses assuntos aqui no blog. E você acompanha tudo. Ter consciência sobre nossa realidade econômica, entender com o que mais gastamos e o que mais desequilibra nossas finanças no curto e longo prazo é essencial, mas sabemos também que nem sempre é tão fácil seguir a risca nossos objetivos financeiros, por diversos motivos.

No texto de hoje elencamos alguns dos “vilões” da economia doméstica e como é possível lidar com eles sem desestabilizar nossas economias. Conhecer o que pode atrapalhar as nossas finanças faz parte da economia doméstica, transformando a atividade de poupar em um hábito, evitando o desperdício e incentivando o consumo sustentável, por isso a importância do planejamento financeiro

Os gastos domésticos são muitos e algum deles nos dão um trabalhinho, pois são constantes e impactam consideravelmente nossas contas. Dependendo de cada orçamento os vilões podem mudar! Ou ainda você transformar os mocinhos em vilões!. Manter o orçamento equilibrado para eventuais surpresas é essencial e por isso esses pilares devem estar sempre controlados. Veja só alguns dos gastos que podem atrapalhar os planos de salvar o mês:

LUZ

Nosso consumo de energia parece sempre estar aumentando, afinal estamos cada vez mais conectados aos equipamentos elétricos e não importa o que fazemos para economizar diariamente, no final do mês a conta continua cara não é? Esse é um vilão que passa desapercebido durante o mês e só aparece na conta de luz e alguns cuidados podem neutralizá-lo:  

  • Tire os aparelhos da tomada: Quando desligamos nossos aparelhos muitas vezes estamos apenas colocando-os em Stand-by o que significa que ele continua trabalhando e conectado em um modo sem muito consumo, mas ainda sim, ele pode chegar até 12% do total da conta.
  • Escolha lâmpadas mais econômicas: Uma simples troca de lâmpadas pode impactar até 70% na sua conta de luz. Essa é talvez a melhor maneira de economizar com os gastos de luz em nossa própria casa.
  • Valorize a luz natural: Trocar uma lâmpada tradicional por uma fluorescente, que tem a iluminação mais branca, pode passar o consumo de cada luminária para cerca de 15 watts, além de deixar o ambiente iluminado muito mais confortável do que quando utilizamos uma lâmpada incandescente.

Simples, mas essas pequenas ações fazem diferença em nosso consumo mensal. Mas no caso da energia de casa o que mais impacta nosso bolso com toda certeza é a forma como consumimos e nossa consciência. O simples apagar a luz quando deixamos o ambiente ou o deixar a televisão ligada sem ninguém assistindo diz muito sobre como será nossa conta no final do mês.  

ÁGUA

Água, nosso bem mais precioso, por isso precisamos ter consciência quanto ao nosso consumo, não só para nosso bolso, afinal, seu impacto mensal nas contas é consideravelmente alto, mas também para que não desperdicemos tal riqueza. Então olha só o que você pode fazer para economizar:

  • De olho nos vazamentos: Faça acompanhamentos e manutenção em pias, canos e conexões. Manter a torneira ou chuveiro pingando – mesmo que seja uma pequena gotinha – pode levar você a desperdiçar volumes imensos de água todo mês. Por isso, se você possui uma torneira em casa com problemas, é altamente recomendado consertá-la o quanto antes.
  • Sem shows na hora do banho: Cantar no chuveiro é ótimo, mas melhor ainda é economizar.Tomar banhos mais rápidos é um hábito comum a muitas pessoas em períodos de estiagem. Esta prática, no entanto, deveria ser frequente em todas as residências.
  • Pense em reaproveitar: Realizar o reaproveitamento da água da chuva e da máquina de lavar é uma excelente maneira de economizar na conta de água mês após mês. Em ambos os casos, a água não potável pode ser de grande valia para lavar calçadas ou cômodos da casa – como o banheiro, por exemplo. Com o Crédito Sociambiental você investe em diversos projetos ambientais. 

ALIMENTAÇÃO

Não tem jeito, a alimentação é um gasto necessário, mas existem algumas opções e estratégias que você pode tomar na hora de fazer as compras de supermercado. Mensal, quinzenal ou semanal o que importa é estar munido de diferentes opções para adaptar e garantir um gasto seguro, pensando em custo benefício. Quando pensamos em alimentação como um vilão, estamos falando daqueles supérfluos que devemos evitar. Separamos algumas sugestões para como economizar mais de 30% nas suas compras:

  • Faça uma lista de compras: antes de ir ao supermercado, verifique os armários e liste tudo o que é realmente necessário.
  • Faça um planejamento semanal das refeições: desta forma, você saberá o quanto precisa comprar e evita desperdícios.
  • Experimente novas marcas: deixe o julgamento de lado e conheça os produtos mais baratos. Eles podem ser melhores que as marcas tradicionais.
  • Evite ir às compras com fome: parece mentira, mas ir ao supermercado com fome é uma armadilha. Você vai comprar além do necessário, por conta da necessidade de comer.

Parece básico, mas essas atitudes fazem diferença e os medos com os chamados vilões da economia doméstica na hora de pagar as contas vão embora. O importante é entender que em todos os casos, somos nós que criamos os vilões e que basta nos organizarmos para que possamos combatê-los com clareza e segurança, sem que eles tomem conta das nossas finanças.